É preciso redobrar os cuidados com os idosos no frio

Com a queda das temperaturas, todo cuidado é pouco para proteger os idosos de doenças e evitar a desidratação

A partir do outono, as temperaturas começam a cair e, junto com elas, a imunidade dos idosos também. E é justamente por isso que é preciso ter uma atenção redobrada durante as duas estações mais frias do ano. E não é só do frio que precisamos protegê-los.

Como em todos os anos, sempre o grande vilão do frio é o vírus da gripe. Joely Malachia, Enfermeira Especialista das Práticas Assistenciais da Cora Residencial Senior, enfatiza a importância da vacinação contra o vírus da gripe e Pneumo 23, realizadas gratuitamente em todos os postos de saúde, para pessoas com mais de 60 anos. “O organismo de um idoso já é mais frágil do que de um adulto, por isso é preciso evitar ao máximo qualquer tipo de gripe. Mesmo uma simples gripe pode se tornar uma doença muito mais grave, como pneumonia”, explica.

Existem várias maneiras de se evitar a gripe. Além da vacinação, é muito importante que o idoso utilize roupas adequadas para as temperaturas do dia. É necessário estar sempre com roupas mais quentes e, ao sair de casa, colocar toucas ou protetores nas orelhas, além de luvas. Também é importante evitar contato com pessoas que estejam doentes, já que o vírus circula pelo ar e é transmitido pelo contato.

Uma grande preocupação de todos é a pneumonia. De acordo com o Sistema Único de Saúde (SUS), esta doença respiratória, que pode ser por vírus ou bactéria, é a principal causa de internação de idosos. Um dos maiores problemas desta doença em idosos é que nem sempre os sintomas se manifestam. “Quanto mais tardio o início do tratamento, mais complicações podem acometer o paciente, até mesmo em outras doenças pré-existentes, como a insuficiência cardíaca e hipertensão arterial”, relata a Enfermeira.

Em dias frios, é comum não abrirmos portas e janelas. Isso é um erro muito grave. “Ambientes fechados são mais propícios para a transmissão de doenças virais e bacterianas. Por isso, mesmo que esteja aquele ventinho gelado, deixe alguma janela um pouco aberta, para que o ar circule”, comenta Joely.

De acordo com a Enfermeira, um dos grandes problemas que muitos idosos enfrentam neste período e nem sempre é observado por quem cuida deles é a desidratação. “Normalmente, eles já não ingerem tanto líquido quanto nós e durante o outono e o inverno esta situação piora, já que eles não sentem sede e nem consomem produtos ricos em água, como sucos e frutas.” Para evitar isso, Joely indica o consumo de, ao menos, três xícaras de chá durante o dia, além de aumentar a oferta de alimentos que contenham mais líquidos, como sopas.

Separamos algumas dicas que ajudarão nos cuidados com os idosos:

– Utilizar roupas adequadas para as temperaturas baixas para evitar hipotermia

– Ingerir bastante líquido para evitar desidratação, como chás

– Dar preferência para alimentos que contenham mais líquidos, como sopas, legumes, salada de frutas, além dos sucos

– Evitar espaços fechados

– Manter alguma porta ou janela entreaberta para circulação do ar

– Evitar contato com pessoas doentes

– Tomar as vacinas da Gripe e da Pneumo 23

– Não se automedicar: qualquer sintoma de resfriado, é importante procurar um médico para ele avaliar o idoso e verificar qual o tratamento mais adequado.

Solicite uma avaliação.

Todo o conforto e a comodidade de Cora que cabem no orçamento familiar.
Solicite um orçamento